Boletim ao vivo | Contrato de merendeira sem concurso público com Caixa Escolar é considerado nulo

Boletim ao vivo | Contrato de merendeira sem concurso público com Caixa Escolar é considerado nulo

                         Baixe o áudio
      

 

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a nulidade da contratação de uma merendeira admitida sem concurso público pela Caixa Escolar Aracary Correa Alves, do Estado do Amapá. O colegiado determinou que o Estado pague à trabalhadora apenas o saldo de salários e os valores referentes aos depósitos do FGTS. 

 

Ouça os detalhes na reportagem com Michelle Chiappa.

Mais de 12 anos trabalhando com excelência para nossos clientes.